Internet das Coisas

Posted By on Dec 13, 2016


Internet das Coisas

                Internet das coisas ou IoT (Internet of Things) vai impactar  o seu modo de vida nos próximos anos de forma ampla. Sua empresa, claro, também sofrerá os impactos desta evolução, por isso é importante conhecer este conceito.

                De forma simples, Internet das Coisas são “as coisas na internet”. Eletrodomésticos, roupas, alimentos, seu carro, instrumentos, enfim, as “coisas”. Para ficar mais claro do quanto isso irá impactar no seu cotidiano, imagine um dispositivo que permita acender e apagar luzes na sua escola de qualquer lugar pelo celular, uma garagem que se abre sozinha ao detectar que o carro está se aproximando, portas que se abrem sozinha com o reconhecimento facial, etc.

                Segundo dados divulgados pela Gartner, em 2015, o número de dispositivos conectados à internet chegou a mais de 5 bilhões no mundo inteiro. Ainda, aponta que a Internet das Coisas vai revolucionar processos industriais, o comércio e a forma como interagimos com os meios tecnológicos.

                Hoje você não precisa mais de manual para usar a internet. Simplesmente utiliza. Isso significa que está tão intrínseco em nosso cotidiano que virou algo normal. Mas nem sempre foi assim. A internet nasceu da ARPANET, uma rede que interligava bases militares e centros de pesquisa. Com o tempo, foram surgindo mais redes, até chegarmos no modelo que temos atualmente, onde podemos enviar mensagens com foto, assistir a vídeos, ouvir música, comércio eletrônico, redes sociais, enfim, tudo aquilo que você conhece bem e temos às vezes a impressão de sempre foi assim. Observe que hoje a internet, muito mais do que uma rede de computadores, é uma rede de pessoas e comunidades. Segundo Mark Weiser, cientista da computação, “as tecnologias mais importantes são aquelas que desaparecem. Elas se integram à vida do dia a dia, ao nosso cotidiano, até serem distinguíveis dele.”

                Pelo exposto acima, observe que podemos dividir a internet em 3 fases: 1ª) Redes; 2ª) Pessoas e Comunidades virtuais (fase atual) e 3ª) Internet das Coisas, que tem como principal característica a rede interligando as coisas/objetos com as pessoas, fazendo com que estes objetos interajam conosco, tornando nosso dia a dia mais prático.

                Para que a IoT tenha sucesso, a maior preocupação é da segurança dos dispositivos. Imagine um carro que pode ser controlado à distância, sendo invadido por um hacker, tomando a direção ou ativando os freios, pode ser um grande risco. Muitos dos problemas atuais, como invasões, ataques, spams e vírus, somos os maiores culpados, pois insistimos em usar programas não originais, não usamos antivírus pagos, firewall, nem tampouco lemos os contratos ou pesquisamos antes de instalar alguns aplicativos em nosso celular, achando inocentemente que nada pode acontecer.

                Outro ponto crítico é a privacidade. Já parou para pensar quanta informação a Google e Facebook possui de você? E se essas informações forem parar em mãos erradas, inclusive para fins bélicos? Não precisamos ser tão pessimistas como George Orwell, no livro “1984″, escrito nos anos 50, onde o escritor já previa o Grande Irmão (Big Brother), entre outras evoluções tecnológicas, sempre nos alertando sobre os impactos destas em nossa sociedade.

                Não perca o sono por causa disso. A evolução histórica da humanidade nos mostra que sempre procuramos soluções para nossos problemas e tais questões já são alvo de debates e discussões, principalmente sobre privacidade na internet. A Internet das Coisas é algo relativamente recente e muito ainda será discutido sobre o assunto. Mas não tem como fugir. Lembra dos Jetsons, série de televisão produzida pela Hanna-Barbera nos anos 60? Já temos robôs bem avançados (ainda não passam espanador e opinam sobre nossa vida, mas estamos no caminho). A Internet das Coisas é a maior tendência da evolução tecnológica. Quem viver, verá!

NoTom56