BPM – Gestão de Processos de Negócios

Posted By on Jun 13, 2016


BPM – Gestão de Processos de Negócios

Gestão de Processos é um conceito que une gestão de negócios e tecnologia da informação com foco na otimização de resultados das empresas, através da melhoria dos processos de negócios. O BPM (Business Process Management ) possibilita à organização ter uma visão interna e externa de suas atividades, com a função clara de todos os agentes influenciadores do processo, tais como: clientes, funcionários e fornecedores.

Pode ser utilizado em todas as áreas, pois a metodologia permite que as melhorias possam ser notadas em relação à eficácia, qualidade e custos dos processos. São exemplo de processos que podem ser integrados a uma escola de música: Processo de Atendimento ao cliente, de Cobrança, de Acompanhamento pedagógico do aluno, de Fidelização de clientes, de Realização de eventos, entre outros.

Na prática, o BPM pode ajudar sua escola a identificar a importância estratégica de seus processos e a tirar vantagens competitivas disso. Serve também para proporcionar ao gestor oportunidades de melhoria para os serviços prestados aos alunos, por meio de indicadores de desempenho.

A especificação BPMN (Business Process Model and Notation) provê uma notação gráfica para representar processos de negócios, facilitando a leitura dos processos. O objetivo do BPMN é servir de apoio a Gestão de Negócios, permitindo mapear e visualizar os processos como estão atualmente para que possam ser otimizados. Existem ferramentas de software que podem ser utilizadas para  a representação gráfica dos processos, facilitando sua visualização e conexões, como por exemplo o www.heflo.com, software gratuito e na nuvem, com visual muito bacana para desenvolver e escrever seus processos de forma rápida e fácil.

HEflo

Em primeiro lugar, para melhorar os processos, precisamos saber como eles estão estruturados. É necessário modelar o processo para ver como suas atividades são realizadas, quem são os participantes, que recursos e quais informações são compartilhadas. Com o resultado da modelagem do estado atual do processo espera se obter:

  • Modelo do processo atualmente em uso;
  • Métricas apropriadas para estabelecer uma base para futuras melhorias;
  • Métricas de desempenho atual do processo;
  • Documentação de boas práticas realizadas e do que precisa ser melhorado;

Após o desenho e implantação do Processo, é realizada a fase de controle e análise de dados, fornecendo aos tomadores de decisão da empresa informações sobre o comportamento dos processos, se estão sendo realizados conforme planejado, se existe tendência de desvio de obtenção dos resultados desejados ou ainda, se realmente estão alinhados à estratégia de sua empresa do setor musical. Os indicadores podem ser alinhados aos objetivos desejados, como por exemplo, aumento da lucratividade, análise de custos, satisfação dos clientes, qualidade, gerenciamento de riscos, implantação de nova metodologia, entre outros.

“Gerenciamento é substituir músculos por pensamentos. Folclore e superstição por conhecimento e força por cooperação” – Peter Drucker, conhecido como o guru da administração.

 

Alan Cardoso é pós graduado em Administração e Marketing e Especialista em Engenharia de Sistemas – www.etaginformatica.com.br  e www.alancardoso.com

NoTom54