Dicas para melhorar o sinal do Wi-Fi em sua escola de Música

Posted By on Dec 13, 2015


Dicas para melhorar o sinal do Wi-Fi em sua escola de Música

 

É muito comum hoje em dia o uso de rede Wi-Fi nas escolas. Isto porque sua instalação é bem mais simples do que as redes com cabo. Porém, ao utilizar rede sem fio para prover acesso a dados e internet para a administração da escola, professores e alunos, alguns cuidados são necessários, para que assim possam obter o melhor sinal, segurança e desempenho de acesso para todos.

Os problemas mais comuns em redes Wi-Fi são: interferências de outros equipamentos, mau posicionamento do roteador, baixa qualidade do aparelho, sinal de internet baixo (infelizmente é comum chegar parte da velocidade contratada), entre outros. Algumas dicas podem ajudá-lo a melhorar sua rede sem fio.

  1. Atualize os equipamentos: Assim como diversos equipamentos de tecnologia, o mesmo ocorre com aparelhos de transmissão, como placas de rede, roteadores, entre outros. Comprar um roteador moderno e utilizar placas de rede do tempo do Windows 98 irão prejudicar o desempenho. Ou vice-versa. Um erro comum é utilizar roteador que adquiriu há 5 anos, tentando obter o melhor desempenho. Por exemplo, o padrão IEEE 802.11 A ou G transmitem até 54 Mbps. O mais atual é o padrão N, que pode enviar receber dados em até 600 Mbps. Peça ao técnico de sua escola que verifique se a placa de rede, roteador e antena do equipamento são compatíveis com a velocidade desejada.
  2. Posição do roteador: É extremamente importante que o equipamento fique em local alto e completamente livre de obstáculos, como paredes. Algumas pessoas deixam o aparelho escondido, pois acham que não combina com a decoração, não faça isso! Lembre-se que o roteador é um transmissor de sinal. Outra coisa: apontar as antenas em direção ao computador não ajuda em nada. Deixe as antenas apontadas para cima.
  3. Canal de transmissão: Os roteadores transmitem ondas de rádio e para que o sinal possa trafegar sem problemas, ele precisa de um canal de comunicação que não interfira em outros aparelhos. É comum interferências por utilização de mesmo canal em redes próximas a sua escola. Peça ao seu técnico que verifique qual o melhor canal de transmissão. Você também pode checar utilizando o programa Wi-Fi Analyser.
  4. Aparelhos que podem causar interferência: Telefones sem fio e forno de microonda podem interferir no sinal da rede. Se não der para eliminar estes aparelhos, deixe-os longe do roteador.
  5. Livre-se dos ladrões de sinal: Coloque uma senha (de verdade!) para acesso. Lembre-se que acessos livres podem ser um grande risco para sua escola, já que podem acessar pastas, arquivos, entre outros. Tenha certeza de que sua rede é segura e que terceiros não podem ter acesso a pastas e arquivos da rede.
  6. Controle aplicativos que roubam toda a banda: Jogos online, streaming de vídeo e BitTorrent podem comprometer MUITO o sinal de sua rede. É bem possível que em sua escola uma máquina esteja consumindo a maior parte da banda e limitando o uso para outros computadores. Fique atento. Peça a um profissional de sua confiança para verificar. Saiba que é possível priorizar utilização da conexão de internet (por exemplo, chamadas de vídeo como prioridade no lugar do Torrent), ou melhor ainda, bloquear alguns programas.
  7. Reinicie o roteador esporadicamente: Muitas vezes o roteador pode travar por causa do aquecimento. Reiniciar o equipamento quando a conexão estiver muito lenta em muitos casos pode ajudar.

NoTom52